O Amor é paciente

Entubado na UTI, deitado em uma cama não muito maior que seus limites corpóreos, vigiado noite e dia por enfermeiros que não fazem nada além dos procedimentos padrão, o amor padece.

Tanto faz se é dia ou noite lá fora. O amor continua com os olhos fechados. Imerso em um coma profundo há algum tempo não há nada que os médicos possam fazer. Afinal, tudo o que podiam, já havia sido feito.

Os médicos não dizem, mas avaliavam que não haveria volta. Queriam comunicar a família, mas só não sabiam como, a grande dúvida era:  Como dizer que não havia mais Esperança para o Amor.

Enquanto isso, o Amor, paciente, deitado na cama, aguardava por um sinal de Esperança.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s